terça-feira, 27 de maio de 2008

SOLA GRATIA II

"Reafirmamos que na salvação somos resgatados da ira de Deus unicamente pela sua graça. A obra sobrenatural do Espírito Santo é que nos leva a Cristo, soltando-nos de nossa servidão ao pecado e erguendo-nos da morte espiritual à vida espiritual".
A graça de Deus em Cristo não só é necessária como é a única causa eficaz da salvação. Confessamos que os seres humanos nascem espiritualmente mortos e nem mesmo são capazes de cooperar com a graça regeneradora.
Negamos que a salvação seja em qualquer sentido obra humana. Os métodos, técnicas ou estratégias humanas por si só não podem realizar essa transformação. A fé não é produzida pela nossa natureza não-regenerada.
A confiança desmerecida na capacidade humana é um produto da natureza humana decaída. Esta falsa confiança enche hoje o mundo evangélico – desde o evangelho da auto-estima até o evangelho da saúde e da prosperidade, passando por aqueles que já transformaram o evangelho num produto vendável, os pecadores em consumidores e aqueles que tratam a fé cristã como verdadeira simplesmente porque funciona. Isso faz calar a doutrina da justificação, a despeito dos compromissos oficiais de nossas igrejas.
Fonte: Declaração de Cambridge.

Um comentário:

Franck disse...

Tornamo-nos cristãos pelo favor não merecido que recebemos de Deus,e não pelo resultado de qualquer esfoço,capacidade,inteligência,ato ou serviço oferecido por nós.Entranto,como prova de gratidão por essa dádiva tão graciosamente recebida,devemos ajudar nosso proximo com bondade,amor e carinho,sem a inteção de meramente fazer um favor. Embora nenhuma obra ou trabalho possa nos ajudar a alcançar a salvação,o propósito de Deus é que ela resulte em atos de prestação de serviço.Não somos salvos simplesmente para ter um beneficio,mas parar servir a cristo e edificar a igreja.